Hospital Albert Einstein conquista certificação Green IT da Furukawa

Em apenas uma única ação no início do ano, hospital Israelita impede o descarte incorreto de ½ tonelada de cabos

São Paulo, julho de 2013 – O Hospital Israelita Albert Einstein acaba de receber do fabricante de soluções  de infraestrutura de comunicações Furukawa, a Certificação Green IT, que transforma resíduos de cabos e componentes (independentemente do fabricante) em matéria prima para uso por outras indústrias.

Utilizando os produtos da marca – com apenas um único fluxo realizado no início de 2013, quando a instituição desativou a área central da TI que foi remanejada para o novo Data Center – cerca de ½ tonelada de cabos foram destinadas ao Programa da Furukawa.

Ao entregar o descarte à Furukawa, 233,5 kg de materiais contaminados com metais pesados deixaram de ser depositados em aterros industriais,  evitou-se a extração de 44,3 toneladas de minério de cobre da natureza e possibilitou-se uma redução no consumo de energia elétrica de 4465 kWh, o suficiente para abastecer 30 residências durante um mês.

Com esses resultados, o hospital referência na América Latina pretende garantir que possam ser destinados ao programa 100% dos seus descartes de cabeamento estruturado. “É um trabalho iniciado pelas áreas Ambiental e de TI, mas que deverá envolver e conscientizar diversas outras áreas da instituição”, informa o Hospital Albert Einstein.

“O Green IT Furukawa é 100% brasileiro, uma referência de sustentabilidade para o Grupo Furukawa no mundo e atinge toda cadeia de valor, desde a fabricação de novos cabos e componentes, que têm o selo do Green Bulding Council e todas as certificações verdes, a praticamente todas as empresas clientes, que demandam projetos de substituição e modernização de redes”, conclui Roberto Kihara, gerente geral de vendas da Furukawa.

Criado em 2007 pela Furukawa, o programa retira e acondiciona cabos e componentes em embalagens específicas, para transporte especial, e entrega às empresas de reciclagem, que transformam os resíduos (plástico, cobre, etc.) novamente em matérias-primas para uso em outras indústrias. Todo o processo é realizado por empresas especializadas e devidamente homologadas. Com a iniciativa, organizações de diversas áreas da atividade econômica se beneficiam por seus novos ambientes tecnológicos, ao mesmo tempo em que contribuem no âmbito socioambiental.

Confira mais notícias