Conjunto de edifícios no sertão nordestino recebe certificação de sustentabilidade

Localizado em Patos (PB), no sertão nordestino, o complexo da Energisa Paraíba - Núcleo Regional Oeste recebeu a certificação Leed Prata em todos os níveis. O conjunto, que concentra as áreas operacionais da distribuidora de energia na região, recebeu atenção especial para a parte de climatização interna dos edifícios, devido à alta temperatura da cidade.

Com projeto do arquiteto Arthur Marcel Brasileiro, os edifícios seguiram padrões internacionais de sustentabilidade, contando com a consultoria da Otec. Além da climatização, o projeto também foi baseado em outras duas premissas: a utilização de sistemas de reúso de água da chuva, que já é escassa na região; e a integração entre o espaço interno e o exterior, mantendo a visualização da área externa em todos os edifícios.

Os prédios têm área construída de 1.902 m², em um terreno de 10 mil m². Para a cobertura dos edifícios, foram utilizadas telhas termoacústicas na cor branca, refletindo grande parte dos raios solares e diminuindo a temperatura interior dos edifícios. Nas fachadas, foram utilizados brise-soleils metálicos para diminuir a incidência solar. As janelas, de vidro laminado com baixo fator solar (27%), deixam passar a luminosidade natural e impedem a transferência de calor do lado externo para o interno.

Para a pavimentação das áreas externas, foram utilizados piso-grama e piso intertravado, para permitir que a água passe pelo piso e chegue ao solo. Para as cercas que delimitam o terreno da Energisa Paraíba, foi utilizado metal reciclado.

Foram incorporados, ainda, recursos como telhas de alumínio com preenchimento de poliuretano para proteção térmica e acústica do ambiente; torneiras com fechamento automático e válvulas de descarga com duplo acionamento; uso de tintas à base de água, vernizes e resinas vegetais com baixo índice de COV (composto orgânico volátil); e sensores infravermelhos de presença e lâmpadas PL com economia de até 22% de energia em comparação com lâmpadas comuns.

"Precisávamos construir novas instalações para o nosso Núcleo Regional de Patos e optamos por um projeto sustentável no sertão da Paraíba - um verdadeiro desafio que assumimos por entendermos fundamental a preocupação com o meio ambiente", diz Marcelo Silveira da Rocha, diretor presidente da Energisa Paraíba.( Pini Web)
Confira mais notícias