ALCANÇADO USO E OPERAÇÃO SUSTENTÁVEL EM
EDIFÍCIO COMERCIAL DE PORTO ALEGRE

  Edifício Eólis recebeu certificação AQUA na fase programa da operação

A Inovatech Engenharia, empresa especializada em sustentabilidade voltada para resultados na construção civil, acaba de concluir a estruturação e implantação do sistema de gestão da operação AQUA em um edifício corporativo na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

         O empreendimento, chamado Edifício Eólis, foi entregue em 2005 e o projeto já incluía princípios de sustentabilidade, segundo conta o diretor da Inovatech, Luiz Henrique Ferreira. “Além do gerador eólico, colocado no topo do prédio, responsável pela cogeração da energia elétrica utilizada nas áreas comuns, existe um telhado verde e um sistema de coleta e aproveitamento da água da chuva”, descreve Ferreira. “Faltava, no entanto, mensurar o desempenho dessas soluções, para poder medir a sustentabilidade na operação do prédio”, completa.

         Após um diagnóstico, a Inovatech traçou o perfil da qualidade ambiental do Eólis. A constatação foi que o comprometimento do cliente desde as fases iniciais do projeto levou a um desempenho que possibilitava a imediata certificação do empreendimento na fase programa da operação, pelo Processo AQUA, da Fundação Vanzolini. Depois de um trabalho de seis meses de planejamento e estruturação de processos visando a sustentabilidade, o edifício Eólis conquistou a certificação na fase programa da operação e poderá, após um período de 12 meses, obter o certificado de operação e uso, do Processso AQUA.

         O passo seguinte será colocar em prática o sistema de gestão da operação certificado, que engloba uma série de rotinas e práticas para melhorar o desempenho ambiental do condomínio. As rotinas de manutenção serão ajustadas de modo a garantir, por exemplo, o funcionamento constante do sistema de aproveitamento das águas pluviais e monitoramento do desempenho. Com isso, o item gestão da água, classificado como bom na atual certificação, tem potencial para atingir os níveis superior ou excelente, no futuro.

         Foram criados ainda procedimentos relacionados às compras de materiais realizadas pelo condomínio. “São condutas simples, como dar preferência a produtos de limpeza concentrados que permitem reduzir a geração de resíduos em embalagens plásticas”, salienta o diretor.

         A implantação do sistema de gestão envolveu também os cerca de 200 usuários das 16 empresas instaladas no Eólis. Esses agentes serão responsáveis pela multiplicação do conhecimento a respeito dos novos procedimentos. “Além da comunicação visual que estamos implantando, haverá sessões de treinamento sobre o Processo AQUA.”

         Luiz Henrique Ferreira destaca a importância dessa etapa e frisa que o envolvimento dos usuários é vital para esse tipo de trabalho. “A redução do impacto ambiental depende das pessoas. Afinal, é o uso do edifício, ao longo de anos, que pode gerar menor impacto ambiental. Nesse sentido o Eólis representa um exemplo”.  

Confira mais notícias