Mercado - Venda de materiais elétricos deve crescer 6%

Fonte: Lumiere

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) anunciou no dia 08 de setembro, o faturamento do setor eletroeletrônico no 1º semestre de 2011. De acordo com o levantamento, o crescimento foi de 11% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Para 2011, a expectativa da associação é de que todas as áreas do setor somem um crescimento de 8% em comparação com o ano de 2010. Dentro desse total, a projeção para o setor de material elétrico de instalação é de 6%.

Na área de materiais elétricos de instalação, o crescimento foi de 5% frente ao 1º semestre de 2010. O percentual foi considerado fraco, apesar dos incentivos dados pelo governo para a indústria da construção civil, e das condições favoráveis ao consumo da família. A esperança é de que o varejo reaja às ações de motivação nos próximos meses. Essa estimativa é feita com base na expectativa de mudança de comportamento do consumidor, que deve investir mais em reformas no 2º semestre.

No entanto, segundo o presidente da Abinee, Humberto Barbato, este crescimento não é desprezível, porém, a indústria não está se beneficiando dele. Isso porque, “para não perder competitividade, houve uma desnacionalização de produtos e um maior investimento em importação para ampliar o portfólio”.

Com isso, o índice de importação do segmento, no 1º semestre de 2011, cresceu 17% em comparação com o mesmo período de 2010, tendo entre os produtos mais importados, componentes para materiais de instalação, com um aumento de 27%. Em contrapartida, a exportação teve um crescimento de apenas 4%.

Confira mais notícias