Casa Cor Brasília

Tecnologia e inovação. Esse é o conceito que a arquiteta e design de interiores Tânia Franco aplicou no seu ambiente, o Lounge e Varanda Casa Cor. O espaço de 130 m², foi dividido em 90 m² para o Lounge e 40 m² para a Varanda. A concepção do ambiente veio do amadurecimento da ideia em trazer algo inédito, rico em conceito, surpreendente. O destaque vai para a projeção interativa.  “Meu plano, quando idealizei esse projeto, era trazer algo diferente, inusitado. Sabia o que queria, mas não sabia quem poderia realizar. Quando presenciei um dos trabalhos da Visualfarm vi a possibilidade de materializar minha idealização: pedi que fosse desenvolvida uma projeção em que o público pudesse interagir por meio do movimento do corpo”, explicou Tânia.

A projeção capta a presença do visitante, possibilitando interação com as imagens, todas remetem ao ambiente e mobiliário. Enfatizando ainda mais a realidade tecnológica, a arquiteta, em parceria com a GR Cine Áudio, disponibilizou soluções de automação no controle de toda a iluminação, áudio, vídeo e condicionamento de ar via iPad. Na parede oposta ao projetor, uma obra de arte do artista plástico Pitágoras complementa o ambiente.

O ambiente tem tons claros, com enriquecimento em turquesa, desde almofadas e adornos ao rack de madeira, assinado pela própria Tânia. Para o piso, a arquiteta fez questão de manter a granitina existente, evitando o desperdício de material. O mobiliário do espaço é todo assinado por diversos designers, com destaque para o centro do ambiente, onde um brechó de mesas de estilos distintos e diferente cores dá um toque inusitado.

Para a Varanda, o atributo sustentabilidade, sempre presente nos projetos da arquiteta, tem destaque para o piso de madeira ecológica. Composto de resíduos de plástico e madeira, o piso não racha e não empena, dispensando manutenção. Quanto ao mobiliário, a ideia era criar um ambiente clean e agradável, com poltronas e sofá de madeira, adornados com almofadas na cor turquesa e também almofadas com imagens em preto e branco de Brasília, além de um balanço branco com heras nas laterais.

“Meu ambiente é de convivência. Quero que o visitante sinta-se surpreso, observe, interaja, aconchegue-se. É um espaço totalmente inusitado, impactante, feito para maravilhar os visitantes com o que a mostra tem a oferecer”, completou a arquiteta.

Esse e outros 64 ambientes estarão disponíveis para visitação no Casa Cor Brasília 2011, entre os dias 14 de setembro a 25 de outubro, no Espaço ELETRONORTE, na 904 Sul (atrás da UDF).

Confira mais notícias